"Tchá por Deus o que que é esse AGORA VÔTE" - expressão de grande surpresa em cuiabanês



Instagram

segunda-feira, 25 de março de 2013

Chá de bebê do princípe Peter

Nossa querida amiga Camila nos deu a honra de ter seu chá de bebê aqui em Houston, mesmo ela agora morando na Alemanha. Tudo preparado por ela e sua irmã Lola.
Estava tudo tão lindo, mas mais ainda dava para ver como tudo foi preparado com tanto carinho.


quinta-feira, 21 de março de 2013

Philadelphia Freedom

Desculpe pela qualidade das fotos. Eu tirei todas com o meu telefone. Não deu para eu levar a minha camera DSLR. Como o espaço na minha mala era limitado, cheguei ao triste dilema: bota ou camera. E ficar aquecida nesse inverno que nunca acaba era minha prioridade. Devia ter levado a camera, ja que não adiantou muito, fiquei gripada, com febre e aqui estou de cama.

 Memo para mim mesma: no inverno, fuja da costa leste. Run for your life!

Achei Philadelphia uma New York mais limpinha. Linda de qualquer maneira. No entando a cidade é mais conhecida como o cenário de uma das partes mais importantes da história nacional. Foi na cidade que os fundadores da nação que hoje conhecemos como EUA decidiram e promulgaram a independência da então colônia britânica. Mesmo eu não tendo nascido aqui, há de se ter um enorme respeito pelo que se passou em Philadelphia em 1776. Afinal de contas, esse foi o país que eu decidi, não apenas morar,  mas buscar o que o segundo parágrafo da Declaração da Idependência dos Estados Unidos da America prometeu.

"We hold these truths to be self-evident, that all men are created equal, that they are endowed by their Creator with certain unalienable Rights, that among these are Life, Liberty and the pursuit of Happiness."

“Sustentamos que estas verdades são auto-evidentes, que todos os homens foram criados iguais; que eles são dotados por seu Criador de certos direitos inalienáveis; que entre estes estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade"












Independence Hall

The Liberty Bell




sexta-feira, 15 de março de 2013

Corujinha

Conheci a coisa mais fofa do mundo hoje no lugar onde eu faço trabalho voluntário com animais. Eu antes só ajudava na área de felinos, mas essa semana estou ajudando na área de vida selvagem alimentando filhotes de esquilos. (momento "awwwnnn").
A princípio eu pensei que essa fofura fosse de mentira, empalhada, até eu chegar mais perto, ela piscar, e eu soltar um gritinho besta.
Ela nasceu com um problema em uma das asas e não pode voar e ser solta na vida selvagem. Ela hoje vive sob os cuidados do centro.

segunda-feira, 11 de março de 2013

quarta-feira, 6 de março de 2013

Nada está tão ruim que não pode piorar

Transportation Security Administration (TSA), a agência que controla a segurança dos voos e aeroportos decidiu liberar , a partir do dia 25 de Abril, facas de até 2,5 in em bagagens de mão. A desculpa é que os agentes nos aeroportos perdem muito tempo confiscando esses itens todos os dias. Má idéia. Não sei se é a altitude, a baixa taxa de oxigênio, mas o povo pira em avião. E isso me preocupa.

O argumento do TSA é que seria impossível alguém ganhar acesso aos pilotos atrás da porta blindada com uma faca tão pequena. Beleza, impossível mesmo. Pois antes de tentar chegar lá ele vai ter que passar por cima de nós comissários e de vocês passageiros... com a bendita da faquinha. Dá para fazer um certo estrago. Tenho amor à minha cutis.

Se já é de dar medo só imaginando isso, deixa eu desenhar para você. Fica ainda mais assustador.




Ah, peraê que tem mais. Mais alguns itens que antes eram proibidos e agora também serão liberados.






Se você mora nos EUA e assim como eu também está preocupada, por favor assine a petição no link abaixo.
Uma vez que a petição alcance 100 mil assinaturas a Casa Branca tem obrigação em olhar mais a sério a questão.

Keep Knives Off the Plane. Block Transportation Security Administration Policy Decision to Accept Pre-9/11 Weapons




domingo, 3 de março de 2013

Em um segundo

A família do meu marido sempre foi um amor comigo, só nunca foram próximos. Barreiras linguísticas com os meus sogros e o distanciamento entre os irmãos, mesmo morando na mesma cidade, foram sempre o motivo. Eu tenho dois sobrinhos pelo lado da família dele. Os únicos sobrinhos que eu tenho, mas mesmo assim sou mais próxima de filhos dos meus amigos do que sou deles, por falta de convivência próxima.

Hoje a minha sobrinha, que é escoteira, foi vender biscoitos, é parte do programa delas. A mãe dela me contou quase um mês atrás e eu disse que ia lá para vê-la.



Eu me organizei toda, coloquei na agenda, não queria perder por nada. Mas imprevistos imprevisíveis apareceram. E assim que eu pude eu corri lá. Faltando 10 minutos para fechar a barraquinha dela. Não consegui ver a barraquinha dela a princípio e pensei que já tinham vendido tudo e ido embora. Bateu uma decepção enorme comigo mesma...

- Elas ainda estão aqui

- Para o carro!

Eu abaixei o vidro do carro, ele buzinou e ela olhou. Ela veio toda feliz correndo e gritou meu nome. Pela primeira vez eu senti que ela me conhecia, sabia quem eu sou, que eu sou tia dela e estava ali para apoia-la. E a minha ficha caiu. Em um segundo literalmente tanta coisa mudou. E eu nunca vou esquecer o segundo em que eu descobri que eu amo minha sobrinha, que minha sobrinha me reconhecia como família..  e a primeira vez que eu senti que sou parte da família.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...